quarta-feira, abril 19, 2006

Mãe

Mãe igual a minha,
todos nós devíamos ter
ela é minha rainha
sempre vinha me ver.

Hoje agradeço a Deus,
por mais um dia de vida
minha mãe está ausente
partiu para outra vida.

O que eu quero na vida,
é amar sem preconceito
o próximo muito querido
pobres, velhos, ricos, sem jeito.
Lea de Oliveira Ferreira
Aluna de informática no Instituto Francisca de Souza Peixoto que tem como mantenedora a Cia Industrial Cataguases

Um comentário:

Marli disse...

Olá! Que lindo poema! Parabéns! Vocês estão se superando. Um beijo gaúcho!